Let’s go get high
Pra nós, todo o amor do mundo. Pra eles, o outro lado. Eu digo mal me quer. Ninguém escapa o peso de viver assim. Ser assim, eu não.
Às vezes no silêncio da noite. Eu fico imaginando nós dois. Eu fico ali sonhando acordado. Juntando o antes, o agora e o depois, por que você me deixa tão solto? Por que você não cola em mim? Tô me sentindo muito sozinho. Não sou nem quero ser o seu dono. É que um carinho às vezes cai bem. Eu tenho meus desejos e planos secretos, só abro pra você mais ninguém. Por que você me esquece e some? E se eu me interessar por alguém? E se ela, de repente, me ganha? Quando a gente gosta, é claro que a gente cuida. Fala que me ama, só que é da boca pra fora. Ou você me engana. Ou não está madura. Onde está você agora?

Caetano Veloso. (via cerejeiro)

É triste descobrir que seu máximo não é o bastante pra uma pessoa.

Tati bernardi. (via romantizando-i)

Fico pensando onde está você. E se você estaria pensando em me encontrar. Como sou, onde estou, e onde quero chegar? Como sou, como é que vai ser, e onde vou te levar? Mas se você me ver, pode acenar pra mim, já pensou que louco te encontrar assim? Eu vou na boa vou na fé sei que vou te encontrar, e quando eu te encontrar nós vamos comemorar!

Charlie Brown Jr.  (via romantizando-i)

Quem me dera ao menos uma vez explicar o que ninguém consegue entender, que o que aconteceu ainda está por vir e o futuro não é mais como era antigamente.

Legião Urbana. (via romantizando-i)

Eu aprendi a não depender de pessoas porque, falhas já bastam as minhas.

Flávia Gabriella  (via romantizando-i)

— Vó, ela foi embora. Mesmo depois de eu ter dito que a amava, ela se foi.
— Às vezes, meu filho, uma garota quer ouvir um “Fica”, “Não vai”, “Deixa eu cuidar de você”, “Me dá uma chance para eu tentar consertar tudo”, menos um “eu te amo”. Principalmente quando isso não passa de uma frase clichê, usada por quem não conseguiu prová-la através de atitudes.

Já dizia a minha avó.  (via romantizando-i)

— Vó, ela foi embora. Mesmo depois de eu ter dito que a amava, ela se foi.
— Às vezes, meu filho, uma garota quer ouvir um “Fica”, “Não vai”, “Deixa eu cuidar de você”, “Me dá uma chance para eu tentar consertar tudo”, menos um “eu te amo”. Principalmente quando isso não passa de uma frase clichê, usada por quem não conseguiu prová-la através de atitudes.

Já dizia a minha avó.  (via romantizando-i)


@ acumulou